Pílulas mágicas: use com moderação

04.06.2012 - 09:30 Beleza Rosto & Corpo 3 comentários
Montagem Blog LP/Reprodução
Nutricosméticos atuam em diferentes partes do corpo, como um suplemento vitamínico focado na estética Próxima Ver mais fotos
Nutricosméticos atuam em diferentes partes do corpo, como um suplemento vitamínico focado na estética

Pílulas que prometem rejuvenescimento, brilho nos cabelos, força nas unhas… Além dos cremes, os nutricosméticos ocupam cada vez mais espaço nas prateleiras das farmácias brasileiras. Mas entre tantas promessas, fica a dúvida: faz bem ingerir um produto vendido sem prescrição médica? “Essa é a grande desvantagem, porque eles geralmente estão em dosagens muito baixas e não trazem risco para a saúde, mas dessa forma não é levada em conta a necessidade individual bioquímica de cada paciente, o que poderia potencializar o tratamento“, responde a nutricionista funcional Dra. Andrezza Botelho.

Conheça os hidratantes preferidos das modelos

A verdade é que os nutricosméticos funcionam como qualquer suplemento vitamínico, com diferença de direcionamento pra repor deficiências estéticas que causam flacidez, rugas, queda de cabelos e unhas enfraquecidas. Seu uso é desnecessário caso você tenha uma alimentação saudável e, mesmo tomando as pílulas, é preciso ajudar o organismo, mantendo uma dieta balanceada e fazendo exercícios. “Gordura, açúcar, doces e refrigerantes vão na contramão dos efeitos prometidos”, lembra Andrezza.

Maquiadores fazem lista de produtos pré e pós-chapinha

O dermatologista Alexandre Okubo observa que os efeitos podem ser sentidos entre o 2º e o 3º mês de uso, e reforça a necessidade de uma visita médica pra entender se o problema pode ser resolvido com esse tipo de produto. Ou seja: nutricosméticos não são prejudiciais, mas, assim como qualquer vitamina, devem ser usados apenas em casos de déficit, e não como preventivos. A unha está quebrando muito? O cabelo anda fraco? Aqui na galeria mostramos diversas opções pra você e seu médico conhecerem!

Ada Tina: 0800 774 2404
Exímia Temporize: 08000 250110
Imedeen: 0800 701 3550
Innéov: 0800 727 4412
Nutricé: (11) 3003-7887
Oenobiol Paris: 0800 637 2747
Rennovee: 0800 41 2423
Sephora/Sack’s: (21) 3543-5949

Tags:                                      

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Comentários (3)

  • rosangela disse:

    precizo saber que ta postando sobre o nitricosmetico ou melhor a bibliografia

  • Jordane Stival disse:

    Valorizar o consumo natural é a grande pedida dos nossos novos tempos,a sociedade não pode gerar mais lixos inorgânicos,e com a grande riqueza que dispensamos no Brasil com nossa natureza,não acho interessante incentivar o uso de produtos que gere lixo,quando digo isso cito potes e plásticos,uma das únicas empresas que acho interessante frisar no mercado de cosméticos no Brasil é a Natura,que teve a sacada de reaproveitar seus potes com o refiu ,mas ainda sim acho que o retorno desses potes deveriam ser de 100% a sua origem,e sua reciclagem poderia amenizar até no preço repassado ao consumidor.

  • Jordane Stival disse:

    Valorizar o consumo natural é a grande pedida dos nossos novos tempos,a sociedade não pode gerar mais lixos inorgânicos,e com a grande riqueza que dispensamos no Brasil com nossa natureza,não acho interessante incentivar o uso de produtos que gere lixo,quando digo isso cito potes e plásticos,uma das únicas empresas que acho interessante frisar no mercado de cosméticos no Brasil é a Natura,que teve a sacada de reaproveitar seus potes com o refiu ,mas ainda sim acho que o retorno desses potes deveriam ser de 100% a sua origem,e sua reciclagem poderia amenizar até no preço repassado ao consumidor.
    Tbm incentivar o uso de vitaminas industrializada impede a valorização das nossas matas e inibe o conhecimento dos remédios naturais que são mais utilizados pelos gringos do que pelo nosso próprio povo,imagine comigo quanto iriamos economizar com a saúde se realmente conhecêssemos nossa natureza?
    Isso não é Utopia e deixo aqui um link para quem quiser de verdade se aprofundar nesse tema. http://pt.wikipedia.org/wiki/Zilda_Arns

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>