SPFW outono-inverno 2010/11

19.01.2010 - 13:27 Desfiles 2 comentários

Márcio Madeira / First View

Márcio Madeira / First View
Picture 1 of 30

O universo referencial de Samuel Cirnansck é um mundo de lindas princesas de tempos antigos, que gostam de usar vestidos rebuscados, cheios de rendinhas, brilhinhos e muitos tecidos sofisticados. E nessa temporada de inverno 2010, elas vêm do século 18, mais precisamente o ano de 1756, quando Thomas Chippendale se destacou com uma coleção de mobiliários inspirados em desenhos franceses, chineses e góticos. As referências ao artista inglês são mais claras nas longas caudas com apliques de almofadas de capitonê, principal recurso de estofado utilizado por Chippendale. O estilista também se esmera numa alfaiataria impecável em vestidos justos com casacos pregueados e recortes assimétricos, além de um rico trabalho de moulage para criar camadas acentuadas de saias volumosas. Além de tecidos bons para o inverno, como o veludo, a malha que imita couro e o tweed de lã, ele também usa o silicone, que é cuidadosamente vasado para receber apliques de rendas. E nessa brincadeira em que as cabeças trazem cúpulas de abajour de franjas de cristal, o estilista surpreende com um corselet que traz uma mesa de verdade acoplada. Fica quase surreal, mas faz parte desse universo de sonhos de Samuel.

(Glauco Sabino)

Tags:    

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Comentários (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>