A caricatura dos anos 80 é very anos 2010

23.03.2009 - 10:00 11 comentários

Reprodução

Reprodução
Picture 1 of 13

Alexander Wang

Se você for comprar um vestido sexy em qualquer loja no exterior quando as coleções de inverno chegarem, as opções serão: vestido tubo justo e curto com ombreiras, vestido tubo justo e curto tomara-que-caia, vestido tubo justo e curto com uma manga só.

Quase todos desfiles da temporada de outono-inverno 2009/10 apresentaram uma versão para esse modelo. Leia nos lábios do Blog LPanos 80. Essa década está na moda por diversas vezes durante os anos 2000, com vários desdobramentos: mangas morcego, cores ácidas, new-rave resgatando o clubbing da época, cinturas altas – mas nada foi comparado com a insistência da tendência agora.

Quem vê as coleções apresentadas na temporada que acabou na semana passada em Paris tem a sensação de estarmos de novo na era Thatcher do power dress. A re-edição é tanta que foi considerada até exagerada na opinião de Anna Wintour, da “Vogue” América. Quando Marc Jacobs assumiu a Louis Vuitton, ele fez uma coleção inteira inspirada no clássico filme “Secretária do Futuro”, de 87. No desfile de sua marca homônima no mês passado em NY, Marc faz de novo uma extensiva e intensa homenagem à década que todos querem resgatar. No da Louis Vuitton, mesma coisa. Por que os anos 80 estão tão na moda? Para Mario Mendes, editor da revista da “Daslu“, “é porque só agora entendemos o que aconteceu naquela década. As crianças da época cresceram e possuem uma relação afetiva e um olhar caricato da época. Por isso as ombreiras, os looks Xuxa e Sidney Magal”. O editor Giovanni Frasson, da “Vogue” Brasil, acha que a moda sempre volta 20 anos em geral. “Nos anos 80 eram os anos 60 que estavam na moda, o new-wave já era uma releitura da op-art dos 60” lembra.

A moda que havia caminhado para uma democratização de estilos parece retroceder: desde jovens talentos como Alexander Wang, Katy Rodrigues e Preen às marcas mais badaladas do mundo, como Balenciaga, Dolce & Gabbana e Versace – todos investem nos mesmos vestidos tubo curtos e justos, ou em leggings e calças muito justas, ou inclusive o inverso, com calça baggy e blazer ombrudo. Muito preto, tecidos metalizados, tachas e principalmente destaque para ombro e cintura remetem imediatamente (e literalmente) aos 80.

A mensagem é de uma feminilidade agressiva. Num tempo incerto como o nosso, a mulher deve estar forte na hora de trabalhar – e até na hora de seduzir. Definitivamente, mulher muito boazinha e romântica está out. Um dos primeiros a apostar claramente nessa nova onda anos 80 foi Christophe Decarnin, estilista da Balmain, a marca que há 3 estações conquistou o mundo fashion e deu tão certo que seu último desfile é quase idêntico ao desfile passado. Coleções que fazem sucesso devem ser copiadas - e parece que décadas também!

Tags:                              

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Comentários (11)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>