Paraná Business Collection dia 2: Joyful é a melhor do dia

16.02.2011 - 17:00 Moda 5 comentários

2º dia do Paraná Business Collection e tudo parece voltar ao normal das típicas semanas de moda: os patrocinadores entenderam o fundamento do evento e já não aparecem em peso como no 1º dia, e os clientes das grifes, além dos fashionistas paranaenses, marcaram presença na plateia da sala dos desfiles.

Ricardo Pacak/DivulgaçãoAll Purpose outono-inverno 2011

A noite começa com uma apresentação rápida de uma coleção masculina com espírito jovem, em meio ao show ao vivo da banda Radiophonic tocando “Helter Skelter” dos Beatles. Casual, tipo pub inglês: esta é a referência da All Purpose. Os estilistas Scharlles Guizoni e Leandro Baú investiram no militarismo em jaquetas e calças jeans sob diversas lavagens e modelagens. O xadrez comparece, assim como o vermelho (tendência!) que ilumina a cartela de cores neutra. Não há novidade na coleção, cujo foco é explicitamente comercial, reforçando camisetaria e jeans como carros-chefe da marca.

Ricardo Pacak/DivulgaçãoLady Louca outono-inverno 2011

Depois, Lady Louca surge com uma coleção autoral. Com a artista plástica francesa Anne Juliet como referência, tudo é sombrio sem perder a feminilidade – apesar de apresentar looks masculinos pela 1ª vez. O branco, preto, cinza e azul convivem com o floral Liberty P&B. Tudo muito míni e sexy. A cintura é marcada e há delicadeza nos detalhes. A marca tem apenas 1 ano e meio de vida com malharia como ponto forte – talvez por isso a falta de experiência fica explícita no cetim e no couro eco cortado a laser, com acabamento e caimento que deixam a desejar. Os casacos de lã, por outro lado, são muito bem desenvolvidos. Michele Cândido e Yoko Hirano estão amadurecendo uma identidade que pode durar.

Ricardo Pacak/DivulgaçãoJoyful outono-inverno 2011

Fechando o 2º dia, a Joyful apresenta, em meio a casulos iluminados, tricôs de várias texturas, cores neutras e silhueta seca até o colorido e fluído da seda. Taísa Ruiz Paloma mostrou uma coleção com classe e criou desejo não só na consumidora com consciência eco (a marca trabalha com materiais como resíduos de fábrica), mas também naquela que deseja moda. Com estética minimalista, a cartela de cores vai do off-white ao verde, azul e vinho. A alfaiataria em moletom também é boa. Chamam a atenção os detalhes em lona de PVC cortados à laser nas roupas e acessórios, mas o ponto alto fica pra sequência de seda com viscose pintada à mão pela estilista, que também é artista plástica. Com certeza, a melhor apresentação da noite!

Letícia Tie, infohunter do Blog LP direto de Curitiba

Tags:                                                                  

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Comentários (5)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>