Geometrias indígenas em nova marca

23.10.2013 - 07:30 Moda Estilistas & Marcas 3 comentários
Divulgação
Bordado em miçanga que representa cabeça de cobra em macacão de seda pura (R$ 1.025) Próxima Ver mais fotos
Bordado em miçanga que representa cabeça de cobra em macacão de seda pura (R$ 1.025)

Letícia Borges, 32 anos, é advogada especializada em direitos indígenas. Ela morou fora durante um tempo e, em 2009, viu uma coleção de Armani inspirada em motivos tribais – foi aí que deu o primeiro clique: “Queria ter feito moda mas minha mãe me convenceu a fazer direito. Mas ao olhar essa coleção, e depois veio outra da Gucci, percebi que poderia juntar essas coisas que gosto”. Depois, no Rio +20, ela entrou em contato com o trabalho da tribo Yawanawá, que fica no Acre. Na hora ela decidiu que queria fazer uma marca de moda envolvendo o trabalho deles. “Cada tribo tem características culturais próprias. Existem tribos guerreiras que usam arco e flecha e que, se você visita, encontra arcos e flechas lindos. Já os Yawanawá tem uma característica estética muito forte, de miçangas, pintura corporal, penas, símbolos“, Letícia explica.

Referências da cultura indígena têm aparecido bastante na moda – confira!

Depois de visitá-los e saber mais do potencial criativo, Letícia decidiu que o casamento com a tribo seria definitivo: ela batizou sua marca de Yawanawá por Laeticia e o plano é fazer coleções sazonais sempre nessa conversa com a arte deles. A primeira tem foco nos seus desenhos tradicionais, chamados de kênês, elaborados com miçangas pelas mulheres da tribo: “Foi uma negociação de três horas, sentada no chão com elas”. E num momento em que se discute direitos indígenas e ocupação de terra no Brasil, a empresária se afasta do que ela chama de “queimar pneu na rua” mas garante que existe uma conotação política na valorização da arte da tribo: “São seres humanos como a gente. Os Yawanawá, especificamente, não tem problema com terra, mas sofreram com o homem branco, algo que eu chegaria a chamar de estupro cultural. Imagina uma pessoa chegando na sua casa e dizendo que agora você tem que trabalhar pra ela? Quis mostrar essa arte indígena de maneira elegante, com tecidos nobres, pra exaltar e enobrecer mesmo!”.

Por enquanto a Yawanawá por Laeticia está à venda na Tassì. No futuro, ela deve abrir uma loja online. Na galeria, você vê alguns exemplos de peças – confira clicando na foto!

Tassì: (11) 3666-3724

Tags:                  

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Comentários (3)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>